O presidente da ANFIP, Décio Bruno Lopes, e a vice-presidente de Assuntos Jurídicos, Maria Beatriz Fernandes Branco, estiveram na quarta-feira (6 de novembro) no escritório Mota Advogados Associados para cobrar agilidade nas principais ações da ANFIP sob responsabilidade do escritório, principalmente quanto as execuções dos 28,86% e dos 3,17%. A advogada Priscila Abritta recebeu os dirigentes.

A advogada informou que está trabalhando para finalizar o quanto antes a execução dos 28,86% visando à expedição dos precatórios. Quanto aos 3,17%, a representante do escritório informou que as execuções estão bem encaminhadas e há vários grupos com possibilidade de expedição do precatório para o próximo ano.

Assim que as decisões forem anunciadas, a ANFIP comunicará os interessados. O escritório vai encaminhar ainda um histórico detalhado e completo do andamento de todas as ações, já que existem vários grupos em situações diferentes.