Pesquisa Conteúdo:
   
 
INSTITUCIONAL
Histórico
Diretoria
Conselho Fiscal
Conselho Deliberativo
 
SERVIÇOS
Artigos
Convênios
Galeria de Fotos
Aniversariantes do Mês
Jornal Plantão Fiscal
Recadastramento
Restrito
 

"A felicidade não é coisa fácil: é muito difícil encontrá-la em nós mesmos e é impossível encontrá-la em outro lugar".
Chamfort
Roteiros Culturais

Machu Picchu: 100 anos de muita magia e energia

Machu Picchu transmite energia. Lá de cima das ruínas incas, olhando a imensidão e os penhascos dos Andes, a gente realiza sonhos, planeja o futuro e vive sensações especiais. O cenário impressiona há 100 anos quem tem a alegria e a emoção de chegar até lá. Foi em 7 de julho de 1911 que o norte-americano Hiram Binghan, guiado pelo índio Melchor Arteaga, chegou à antiga cidade inca. A partir dali, a notícia se espalhou pelo mundo. A mística voou para todos os cantos, mostrando ao poder e a força que vinha daqueles lugares encobertos por uma espessa vegetação. Estava nascendo neste momento um dos destinos mais procurados pelos turistas de todo o planeta. A data será festejada com uma grande programação pelo turismo peruano, com roteiros, pacotes e muitas opções para viajantes de todos os cantos do mundo. Do Brasil, uma das maiores operadoras em ecoturismo, a Ambiental, organizou um roteiro que inclui diversos passeios aos mais surpreendentes pontos turísticos da região, como a fortaleza de Sacsayhuaman, centro cerimonial de Tambomachay, Quenco e Puca Púcara, Plaza de Armas, Valle Sagrado dos Incas, Pisac, Ollantaytambo, entre outros, além de navegação no Lago Titicaca. Nomes, histórias e passado inca.

Machu Picchu sempre foi sonho de ecoturistas, jovens descolados e rebeldes. Nos anos 70 e 80 do século passado era um paraíso a ser alcançado a qualquer custo por tribos de várias tendências e várias correntes, por gente que admira a história e a arquitetura. É viagem de sonhos remotos. Chegar lá depois de anos e anos de imaginação e muita vontade, andando de avião de Lima a Cusco, de van até Poroy e de lá, durante 3 horas, de trem, é realizar desejos e façanhas. Depois se pega mais um ônibus percorrendo Andes acima por estradas perigosas, sinuosas, de dar medo e arrepios. Mas a chegada é apoteótica. Um espetáculo sem discrição. Machu Picchu é uma das maravilhas do planeta, um dos lugares mais cheios de energia, luz e paz do mundo. Fica a 2.400 metros de altitude. Ali estão à venda folhas de coca para quem tem problemas com altitude, ar rarefeito. Com isso, o problema se resolve satisfatoriamente. Tudo está muito bem cuidado por lá. Os ingressos são caros em

todos os sentidos, mas compensa pela maravilha, pela história e pelo Império resgatado dos Incas nos céus da cordilheira.

A gente fica impressionado e chocado. Como é que os incas fizeram tudo aquilo? Como é que levaram pedras até o topo das montanhas? Alimentos? Água? Que tipo de civilização tinha lá em épocas remotas? Há milhares de hipóteses, mas uma certeza há: a gente sai encantado, mais leve, feliz e emocionado com tudo. Não há como negar que Machu Picchu é uma viagem ao mundo de deuses, de histórias interessantes, arquitetura extraordinária e de uma grandiosidade impagável.

É preciso estar atentíssimo ao percorrer Machu Picchu. Qualquer detalhe pode ser fatal. Tudo é majestoso, mas também tudo é perigoso, assustador. Há turistas por todos os lados e de todos os continentes. E muitos peruanos. Eles são donos de Machu Picchu e, aos domingos, lotam o parque porque têm direitos de pagar menos ou nada. Isso é legal, o que transforma Machu Picchu em um grande piquenique dominical. Há, em todo o parque, emoções que não acabam mais, sensações que deixam a gente com astral e energia diferentes.

A VELHA MONTANHA

Machu Picchu significa no idioma indígena quíchua "velha montanha". É também chamada de "cidade perdida dos Incas". Fica no topo de uma montanha no vale do rio Urubamba, atual Peru. Foi construída no século XV, sob as ordens de Pachacuti. O local é, provavelmente, o símbolo mais típico do Império Inca, em razão da sua localização e características geológicas. Apenas 30% da cidade é de construção original, o restante foi reconstruído. As áreas reconstruídas são facilmente reconhecidas, pelo encaixe entre as pedras. A construção original é formada por pedras maiores, e com encaixes com pouco espaço entre as rochas.

Consta de duas grandes áreas: a agrícola formada principalmente por terraços e recintos de armazenagem de alimentos; e a outra urbana, na qual se destaca a zona sagrada com templos, praças e mausoléus reais.

A disposição dos prédios, a excelência do trabalho e o grande número de terraços para agricultura são impressionantes, destacando a grande capacidade daquela sociedade. No meio das montanhas, os templos, casas e cemitérios estão distribuídos de maneira organizada, abrindo ruas e aproveitando o espaço com escadarias. Segundo a histórica inca, tudo foi planejado para a passagem do deus sol. O lugar foi elevado à categoria de Patrimônio Mundial da Unesco desde 2007, quando também foi eleito e considerado oficialmente como uma das sete maravilhas do Mundo.

. As autoridades têm um cuidado especial em evitar superlotação de visitantes para não causar problemas, depredações ou qualquer dano às relíquias da história peruana.

Há diversas teorias sobre a função de Machu Picchu, e a mais aceita afirma que foi um assentamento construído com o objetivo de supervisionar a economia das regiões conquistadas e com o propósito secreto de refugiar o soberano Inca a sua turma de ataques inimigos. O monumento foi eleito e considerado oficialmente como uma das sete maravilhas do Mundo.

Fonte: EB
 
+ Roteiros Culturais

Estão abertas as inscrições para o III Encontro do Sudeste -

Acontece entre os dias 11 e 13 de outubro de 2018, em Belo Horizonte/MG, o III Encontro do Sudeste dos Auditores-F

Legis Club Brasil: Nova parceria, novos benefícios -

Atenção, associados! A ANFIP firmou convênio com o Legis Club Brasil, um clube de benefícios que oferece produtos e s

Site Previdenciarista auxilia 25% dos advogados previdenciários por mês em plataforma interativa -

Conhecido como "Netflix" do direito, plataforma conta com 2 mil modelos de petições previdenciárias usadas em casos r

TRABALHADORES JÁ PODEM SACAR COTAS DO PIS A PARTIR DE TERÇA-FEIRA -

A partir desta terça-feira (14), todos os trabalhadores com direito à cotas do PIS, referente à Lei 13.677/18,

Auditores do Paraná comemoram 25 anos de carreira -

Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil do Paraná, do concurso de 1993, se reuniram no final de julho para com

+ Notícia

 
home | contato | localização | convênios
Rua Siqueira Campos 1171, 11º andar - Porto Alegre/RS - Telefone: (51) 3224-4355 - E-mail: agafisp@agafisp.org.br