Pesquisa Conteúdo:
   
 
INSTITUCIONAL
Histórico
Diretoria
Conselho Fiscal
Conselho Deliberativo
 
SERVIÇOS
Artigos
Convênios
Galeria de Fotos
Aniversariantes do Mês
Jornal Plantão Fiscal
Recadastramento
Restrito
 

"Descobrimos mais sobre uma pessoa em meia hora de diversão do que num ano de conversação
Platão
19/07/2011

Copom avalia necessidade de novo aumento da taxa básica de juros

O Comitê de Política Monetária (Copom) inicia hoje (19) a quinta reunião no ano para avaliar os principais indicadores macroeconômicos, no Brasil e no exterior, e definir sobre a necessidade de mais um ajuste na taxa básica de juros (Selic) para reforçar o combate às pressões inflacionárias.

A reunião do colegiado de diretores do Banco Central (BC) é realizada em duas etapas: hoje e amanhã (20), sempre no final da tarde. Uma possível alteração da Selic atual, de 12,25% ao ano, só será conhecida, portanto, na noite desta quarta-feira. Os analistas financeiros apostam em aumento para 12,50% ao ano, ao contrário de empresários e trabalhadores que reivindicam redução da taxa.

Pesquisa do BC, feita na última sexta-feira (15), com uma centena de analistas do mercado financeiro, aponta para mais uma elevação da taxa, a exemplo do que aconteceu em todas as reuniões do Copom neste ano. Economistas de outras áreas ressaltam, no entanto, que o combate à inflação com mais juros não tem sido tecnicamente eficaz, além de onerar os investimentos empresariais e reduz a oferta de empregos.

Esse é o entendimento do consultor econômico Antoninho Marmo Trevisan, membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES) - órgão de assessoramento da Presidência da República - e da organização não governamental Movimento Brasil Competitivo (MBC). Ele acrescenta que o aumento da Selic também torna o crédito ao consumo mais caro e agrava a dívida pública.

Em consequência, segundo ele, a estratégia de combater a inflação com mais juros "pode aprofundar a queda do nível de atividade e gerar efeitos colaterais negativos". Ele cita a intensificação do processo de valorização do real em relação ao dólar e o aumento das despesas do governo com juros, que foram de R$ 195 bilhões em 2010 e devem chegar a R$ 210 bilhões neste ano, de acordo com suas estimativas.

Fonte: Agência Brasil
 
+ Clipagem

TRABALHADORES JÁ PODEM SACAR COTAS DO PIS A PARTIR DE TERÇA-FEIRA -

A partir desta terça-feira (14), todos os trabalhadores com direito à cotas do PIS, referente à Lei 13.677/18,

Auditores do Paraná comemoram 25 anos de carreira -

Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil do Paraná, do concurso de 1993, se reuniram no final de julho para com

Linha Direta já está disponível na Internet - Já está disponível em publicações, Linha Direta, a última edição do nosso informativo mensal. Confira as principais notí

9ª Edição do Concurso Histórias de Trabalho da RFB -

Estão abertas as inscrições para a 9ª Edição do concurso Histórias de Trabalho da Receita Federal do Brasil, que tem

Vem aí o III Encontro do Sudeste dos Auditores Fiscais -

Acontece entre os dias 11 e 13 de outubro de 2018, no hotel Hilton Garden Inn., em Belo Horizonte/MG, o III Encontro

+ Notícia

 
home | contato | localização | convênios
Rua Siqueira Campos 1171, 11º andar - Porto Alegre/RS - Telefone: (51) 3224-4355 - E-mail: agafisp@agafisp.org.br