Pesquisa Conteúdo:
   
 
INSTITUCIONAL
Histórico
Diretoria
Conselho Fiscal
Conselho Deliberativo
 
SERVIÇOS
Artigos
Convênios
Galeria de Fotos
Aniversariantes do Mês
Jornal Plantão Fiscal
Recadastramento
Restrito
 

"Educação é aquilo que a maior parte das pessoas recebe, muitos transmitem e poucos possuem."
Karl Kraus
Artigos

Brasil: um paraíso fiscal... para os ricos!

Marcelo Lettieri *

Josette Silva tem 50 anos e é professora de uma universidade pública. Doutora em Antropologia, ela se tornou uma referência na área e conquistou o topo da carreira acadêmica, recebendo um salário mensal de R$ 15.000,00.

Josette Cintra também tem 50 anos e herdou uma empresa do pai. Abandonou o curso de Administração, pois concluiu cedo que não precisaria administrar a empresa. Ela nunca trabalhou, mas recebe, mensalmente, sua parte nos lucros: R$ 15.000,00/mês. Em suas palavras: “trabalhar é coisa de pobre”.

Observando essas duas personagens, poderíamos elencar algumas semelhanças: são mulheres, possuem o mesmo nome, a mesma idade e a mesma renda. Não há dúvidas quanto ao nome, ao sexo e à idade. Ao menos é o que dizem seus documentos.

Mas será que elas possuem, realmente, a “mesma” renda? Pelo menos para o Imposto de Renda, não! As rendas são apenas de “mesmo valor”, mas não as mesmas.

Pelas regras vigentes, a professora Josette paga R$ 2.801,89 de Imposto todo mês. E a “empresária” Josette? Quanto paga? Acredito que a maioria não deve saber, mas eu conto pra vocês: ela não paga nada! É isso mesmo! Josette Cintra não paga Imposto de Renda sobre os seus R$ 15 mil.

Tal fato ocorre porque, no Brasil, desde 1996, os lucros distribuídos pelas empresas aos sócios são isentos. Não pagam Imposto de Renda. Isso só acontece em outros dois países no mundo: Estônia e República Eslovaca.

Mas se vocês se indignaram com o tratamento injusto dado à professora, imaginem se a comparassem com o banqueiro Cícero Vasconcelos, um personagem que recebe R$ 120 milhões de lucros por ano e também não paga Imposto de Renda.

Isso faz do Brasil um verdadeiro paraíso fiscal, mas somente para os ricos, pois a professora e servidora pública Josette, apesar de pagar Imposto de Renda e sua contribuição mensal para a Previdência, é, para o atual governo, uma privilegiada, só porque tem a ousadia de querer se aposentar.

Que tempos sombrios!

* Professor doutor em Economia e servidor público

Fonte: O Povo
 
+ Artigos

Ligações falsas em nome do presidente da ANFIP. Cuidado! -

Por telefone, associados têm recebido ligações em nome do presidente da Entidade, Floriano Martins de Sá Neto. Os

Inscrições abertas para 5ª Conferência do Fonacate -

As inscrições para a 5ª Conferência Nacional das Carreiras Típicas de Estado estão abertas e podem ser feitas até o d

Participe e venha para as Aulas de Artes da Agafisp - Começou a temporada 2018 das Aulas de Artes da Agafisp. A professora Madalena Spagnollo convida as associadas a particip

Presidente da Agafisp deseja aos associados uma Páscoa muito feliz - O presidente da Agafisp, José Amilton Vieira Freire, enviou hoje os votos de Feliz Páscoa aos associados da entidade e

Golpe: Precatório devolvido não necessita de novo advogado -

A ANFIP alerta, em especial aos herdeiros de associados, que escritórios de advocacia mal intencionados, tentando eng

+ Notícia

 
home | contato | localização | convênios
Rua Siqueira Campos 1171, 11º andar - Porto Alegre/RS - Telefone: (51) 3224-4355 - E-mail: agafisp@agafisp.org.br