Pesquisa Conteúdo:
   
 
INSTITUCIONAL
Histórico
Diretoria
Conselho Fiscal
Conselho Deliberativo
 
SERVIÇOS
Artigos
Convênios
Galeria de Fotos
Aniversariantes do Mês
Jornal Plantão Fiscal
Recadastramento
Restrito
 

"Educai as crianças para que não seja necessário punir os adultos.
Pitágoras
10/04/2018

Segundo turno presidencial pode ter candidato com baixo índice de votos

O "fator Lula" continua a influenciar os rumos da corrida pela presidência da República mesmo após a prisão do ex-presidente no último sábado. Na avaliação de lideranças de partidos à direita e à esquerda, as indefinições que pairam sobre o caso do petista, como por exemplo se ele vai ou não continuar preso, contribuem para deixar o cenário completamente em aberto e aumentam as chances de postulantes com intenções de votos não muito altas. Por isso, no momento, pelo menos 15 concorrentes já anunciaram sua intenção de entrar na disputa e cumprem agendas neste sentido.

A leitura feita nos comandos partidários é matemática. Eles entendem que, por si só, os níveis de insatisfação e intolerância que caracterizam o atual momento no país apontam a tendência de um expressivo número de abstenções e de votos brancos e nulos. Combinado a isso, o alto risco de Lula ter a candidatura impugnada e não conseguir transferir seu potencial eleitoral para um substituto, mesmo indicando-o bem próximo da eleição, pode fazer com que um candidato com intenção de votos na faixa dos 10% acabe no segundo turno.

No segundo turno das eleições municipais de 2016, o prefeito licenciado de São Paulo, João Dória (PSDB), e o prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior (PSDB), venceram com número de votos inferiores à soma de brancos, nulos e abstenções. E, de 2016 para cá, a insatisfação do eleitorado cresceu.

Para o coordenador do Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais da PUCRS, professor Rafael Madeira, o contexto de desarticulação política e de recorrentes "fraturas institucionais" propicia o cenário de extrema imprevisibilidade e da proliferação de candidatos. "A percepção de que há um espaço ou de que ele não será ocupado permite isso. O desgaste hoje faz com que se projete um grande número de abstenções, brancos e nulos, mas é importante mapeá-los porque tanto podem vir de eleitores muito despolitizados como de eleitores altamente politizados. Eles não dependem de um conjunto fixo, ou seja, podem ser alterados", alerta.

"O quadro todo é muito volátil, não há certeza como nos outros anos, então este tipo de cenário é razoável. Hoje, é fato que existe uma tendência de elevação de votos brancos e nulos na comparação com as duas últimas eleições. Mas, dentro desta lógica, também sempre pode ocorrer alteração. Por exemplo: um dos candidatos pode vir a empolgar parcela significativa da população. E ainda não está claro o impacto da diminuição de recursos nas campanhas porque essa última devassa em empresas vai fazer com que desapareça muito dinheiro de caixa 2", resume o coordenador do Grupo de Trabalho Comportamento e Instituições Políticas do Centro de Estudos Internacionais de Governo (CEGOV) da Ufrgs, professor Luis Gustavo Grohmann.

A situação só aumenta a pressão sobre o Supremo Tribunal Federal (STF). "A questão da definição sobre a prisão em segunda instância é fundamental não só para o PT, mas para todos os partidos porque, abertamente ou não, vai implicar em mudança de estratégia", garante Grohmann.

Fonte: CP
 
+ Clipagem

Estão abertas as inscrições para o III Encontro do Sudeste -

Acontece entre os dias 11 e 13 de outubro de 2018, em Belo Horizonte/MG, o III Encontro do Sudeste dos Auditores-F

Legis Club Brasil: Nova parceria, novos benefícios -

Atenção, associados! A ANFIP firmou convênio com o Legis Club Brasil, um clube de benefícios que oferece produtos e s

Site Previdenciarista auxilia 25% dos advogados previdenciários por mês em plataforma interativa -

Conhecido como "Netflix" do direito, plataforma conta com 2 mil modelos de petições previdenciárias usadas em casos r

TRABALHADORES JÁ PODEM SACAR COTAS DO PIS A PARTIR DE TERÇA-FEIRA -

A partir desta terça-feira (14), todos os trabalhadores com direito à cotas do PIS, referente à Lei 13.677/18,

Auditores do Paraná comemoram 25 anos de carreira -

Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil do Paraná, do concurso de 1993, se reuniram no final de julho para com

+ Notícia

 
home | contato | localização | convênios
Rua Siqueira Campos 1171, 11º andar - Porto Alegre/RS - Telefone: (51) 3224-4355 - E-mail: agafisp@agafisp.org.br