Pesquisa Conteúdo:
   
 
INSTITUCIONAL
Histórico
Diretoria
Conselho Fiscal
Conselho Deliberativo
 
SERVIÇOS
Artigos
Convênios
Galeria de Fotos
Aniversariantes do Mês
Jornal Plantão Fiscal
Recadastramento
Restrito
 

"Não há equívoco maior do que confundir homens inteligentes com sábios
Francis Bacon
28/02/2012

ANFIP na Mídia: Fim do fator previdenciário

ANFIP na Mídia: Fim do fator previdenciário

O Jornal do Senado publica hoje (28) reportagem sobre audiência pública realizada nesta segunda-feira sobre o fim do fator previdenciário, que contou com a participação do vice-presidente Executivo da ANFIP, Floriano José Martins. Confira a íntegra do texto:

Mecanismo reduz valor da aposentadoria de quem para de trabalhar precocemente; segundo o Fórum Sindical dos Trabalhadores, fator adota "matemática perversa".

Aposentados, pensionistas e representantes dos trabalhadores da iniciativa privada e de sindicatos pediram o fim do fator previdenciário.

O fator é um mecanismo adotado pelo INSS que reduz o valor da aposentadoria das pessoas que param de trabalhar precocemente. Para os participantes da audiência pública, o atual sistema de cálculo dos benefícios é ruim e prejudica os aposentados desde sua criação, em 1999.

O coordenador nacional do Fórum Sindical dos Trabalhadores, José Augusto da Silva Filho, chamou o fator de "matemática perversa" e "monstrengo tucano", por ter sido criado no governo Fernando Henrique Cardoso.

O diretor de Seguridade Social da Nova Central Sindical de Trabalhadores, Celso Pimenta, defendeu a extinção imediata do método de cálculo, afirmando que "não há remédio para um mal incurável".

O representante do Ministério da Previdência Social, Denisson Almeida Pereira, admitiu que o fator provocou a redução do valor médio dos benefícios, sendo que o objetivo inicial não era esse. Uma das consequências, segundo ele, é que muitos aposentados se viram obrigados a continuara trabalhar.

- A aposentadoria não foi feita para ser um complemento de renda, mas para substituir os ganhos de quem estava na ativa - afirmou.

O representante do governo alertou ainda para o crescente envelhecimento da população brasileira e a necessidade de investimento em políticas públicas para os idosos. De acordo com dados do IBGE apresentados por Denisson Pereira, o Brasil tem hoje pouco mais de 19 milhões de pessoas com mais de 60 anos. Em 2050, terá 64 milhões.

O assunto foi debatido pela Comissão de Direitos Humanos, por requerimento de Paulo Paim (PT-RS). O senador disse considerar o fator previdenciário o "pior dos mundos".

Fonte: Anfip
 
+ Noticia

ADEUS AO COLEGA ARISTEU - Faleceu neste sábado o colega e amigo Aristeu Penalvo Filho. O velório será das 10h30 às 17h no Angelus Memorial Cremató

Viagem ao Peru, com Festa do Sol Inti Raymi - Entre 20 e 30 de junho de 2019, os associados terão oportunidade de viajar ao Peru para conhecer algumas atrações turíst

Marcos Cintra é nomeado secretário da RFB - Foi publicado no Diário Oficial da União, desta quarta-feira (2/1), a nomeação de Marcos Cintra Cavalcanti de Albuquerqu

CLIPAGEM 27 DE DEZEMBRO 18 -

EXPEDIENTE DE FINAL DE ANO - A Agafisp não terá expediente nos dias 24 e 31, duas segundas-feiras que antecedem o Natal e Ano Novo.

+ Notícia

 
home | contato | localização | convênios
Rua Siqueira Campos 1171, 11º andar - Porto Alegre/RS - Telefone: (51) 3224-4355 - E-mail: agafisp@agafisp.org.br