O título transitou em julgado em 2013, com início da execução em 2014. Portanto, o associado que tiver interesse em ingressar com a mesma ação, seja por meio de entidade representativa ou de advogado particular, deve consultar o Jurídico da Anfip para saber se consta em alguma ação em cumprimento de sentença. O contato pode ser feito pelo e-mail juridico@anfip.org.br.

A Entidade alerta que não seria prudente autorizar uma nova execução sem antes consultar o Jurídico sobre o caso em particular, devido a possível alegação de litispendência e condenação em sucumbência.