Com a presença de dezenas de dirigentes das entidades representativas, na ocasião, também foram prestados agradecimentos aos parlamentares que assinaram como autores das emendas. São eles: Professor Israel (PV/DF), André Figueiredo (PDT/CE), Léo Moraes (PODE/RO), Valtenir Pereira (MDB/MT) e Lincoln Portela (PR/MG).

As emendas, elaboradas pelo Fórum, tratam da desconstitucionalização das regras previdenciárias, idade mínima, regras de transição, pensão por morte e alíquotas de contribuição dos servidores públicos, dentre outros assuntos.

O trabalho parlamentar agora será feito junto aos componentes da Comissão Especial da PEC 6/19. “A equipe do Fonacate e afiliadas estão de parabéns, pois atingimos a primeira meta para a apresentação das emendas. Sabemos que o trabalho começa a partir de agora, pois precisamos conversar com todos os deputados para que contemplem as nossas sugestões”, disse Rudinei Marques, presidente do Fonacate.

Ilva Franca, vice-presidente de Assuntos Parlamentares da ANFIP, aproveitou para destacar a importância de intensificar o trabalho nos estados, afim de mobilizar os parlamentares: “Todas as entidades devem, agora, procurar o seu deputado lá na base eleitoral dele”.

Pela ANFIP participaram do ato o presidente Floriano Martins de Sá Neto, os vice-presidentes Sandra Tereza Paiva Miranda (Executiva), Cesar Roxo Machado (Estudos e Assuntos Triutários), Décio Bruno Lopes (Assuntos da Seguridade Social), Dejanira Freitas Braga (Cultura Profissional e Relações Interassociativa), Ilva Maria Franca Lauria (Assuntos Parlamentares), José Avelino da Silva Neto (Aposentadorias e Pensões), Luiz Cláudio de Araújo Martins (Política de Classe), Maria Aparecida Fernandes Paes Leme (Relações Públicas), Marluce do Socorro da Silva Soares (Política Salarial), Paulo Correia de Melo (Tecnologia da Informação), Valdenice Seixas Elvas (Planejamento e Controle Orçamentário), as integrantes do Conselho Fiscal, Margarida Lopes de Araújo e Ercília Leitão Bernardo, o assessor de Estudos Socioeconômicos, Vilson Antonio Romero, e a associada Kátia Viana Coelho. (Fonte: Anfip)